fbpx

8 PASSOS PARA VENDER A SUA CASA

A decisão de vender a nossa casa nunca é algo simples, nem se toma de ânimo leve. No entanto, quando é tomada, será necessário ter atenção a alguns aspectos para que o negócio se faça de forma célere e vantajosa. No artigo de hoje trago-lhe os 8 passos chave para vendar a sua casa.

1. DEFINA AS SUAS NECESSIDADES

Anote todas as razões pelas quais quer vender a sua casa e pergunte a si mesmo: “Por que quero vender e o que espero obter com a venda?” 

Por exemplo, uma família que está prestes a aumentar, pode sentir a necessidade de uma casa maior. Ou então, uma oportunidade de emprego em outra cidade, pode exigir uma mudança. 

De forma a definir os seus objetivos, estabeleça um prazo dentro do qual pretende vender ou qual a margem de lucro que pretende ganhar com a transacção. Esta expectativa deverá estar alinhada com o momento actual do mercado e com a evolução que se prevê para os meses mais próximos. Por exemplo desejar uma determinada margem de lucro quando o mercado apresenta perspectiva de descer, e ser intransigente nesse ponto, pode ser uma má decisão para si, já que o tempo tenderá a encolher ainda mais essa mesma margem.

É importante trabalhar em conjunto com o seu consultor imobiliário. Juntos, poderão definir o melhor caminho a seguir para que consigam atingir os objectivos, dentro de uma estratégia realista e objectiva. Não deve assentar os seus projectos de vida em cima de uma idealização e o seu consultor imobiliário deverá ser frontal consigo neste aspecto. Dificilmente a promessa de um preço lhe trará resultados efectivos.

2. DEFINA O VALOR PELO QUAL ESTÁ DISPOSTO A VENDER A SUA CASA

O próximo passo é determinar qual o melhor valor de venda da sua casa, dentro da realidade em que se encontra em determinado momento. Definir um preço equilibrado desde o início, gerará mais interesse por parte de possíveis compradores, o que fará com que as hipóteses de vendas sejam mais elevadas, colocando os compradores em concorrência entre si.

Para que possa tomar uma decisão acertada no que toca ao preço de venda, existem vários fatores que precisam ser levados em conta. No entanto, muitas vezes, é difícil manter a imparcialidade e retirar o aspecto emocional que o liga aquele espaço. A sua casa não são só paredes são também todas as suas memórias afetivas. 

Por isso, este é um dos momentos-chave em que a experiência do seu consultor é inestimável. Terá de contar e confiar nele nesta etapa crucial, pois ele dispõe de informação e conhecimento que serão imprescindíveis nesta fase, tal como o número de imóveis que se encontram à venda no seu bairro, tempo médio em que os imóveis ficam no mercado até serem vendidos ou a média de preços pelos quais os imóveis estão a ser vendido.

Lembre-se: é sempre melhor definir um preço equilibrado e dentro do valor de mercado, do que definir um preço muito alto. Estudos demonstram que casas com preços superiores a 5% do seu valor de mercado ficam mais tempo no mercado antes de se vender.

Como consequência, se a sua casa ficar no mercado por muito tempo, os potenciais compradores poderão pensar que há algo de errado com o imóvel. E se o mercado estiver a ajustar em baixa, quando decidir baixar o valor da sua casa, já existirão outras no mercado por valores mais baixos, o que determinará que para vender a sua, terá de baixar mais do que aquilo que inicialmente teria de fazer quando tomou a decisão de colocar a sua casa em venda. Caso não o faça andará a correr a atrás do prejuízo e o seu imóvel ajudará a vender os outros enquanto ganha pó na pratelera.

3. PREPARE A SUA CASA PARA VENDER

Com a correria do dia-a-dia, a grande maioria de nós não mantém a sua casa pronta para servir de “showroom”. Tendemos antes a ignorar as pilhas de caixas amontoadas na garagem, a esquecer as luzes fundidas na varanda e a habituar-no às portas ou janelas que rangem. 

É hora de sair da mentalidade do proprietário e deixar a sua casa em perfeito estado. A condição da sua casa afetará a rapidez com que ela é vendida, bem como o preço que o comprador está disposto a oferecer. 

Não se engane, as primeiras impressões são as mais importantes e mesmo que a sua casa tenha bastante potencial, se não for apelativa aos novos olhos de um comprador, será mais difícil de vender.

Também neste ponto o seu consultor pode ser uma mais-valia, pois pode ajudá-lo a reinterpretar o espaço dando-lhe uma nova vida e tornando-o mais atraente para os compradores. Pequenos detalhes como a remoção de fotos de família, lembranças ou decoração demasiado personalizada, podem ajudar o comprador a sentir o espaço mais seu. Também é importante que tudo se apresente em perfeito estado de conservação, se tem uma torneira a pingar esta é a altura de a arranjar.

Por último, a desordem é um factor negativo, ao mostrar a sua casa a potenciais compradores. Remova todas os objectos, desnecessários à decoração, das prateleiras e limpe as bancadas da casa de banho e da cozinha para fazer com que cada área pareça o mais espaçosa possível.

4. HORA DE DIVULGAR!

Agora que está tudo alinhado, o seu imóvel está pronto para ser vendido. O seu consultor, em conjunto consigo, irá definir uma estratégia de marketing personalizada para sua casa. Existem muitas formas de divulgação, no entanto, as mais eficazes, hoje em dia, são as campanhas online.

Existem ainda os métodos mais tradicionais como as placas ou os flyers, mas ninguém melhor que o seu consultor para identificar e pôr em acção as iniciativas de divulgação mais adequadas para vender a sua casa.

A forma como os compradores irão chegam é reflexo de capacidade e força do marketing alinhado com um valor de mercado equilibrado, para saber mais sobre os vários suportes na era digital que devem fazer parte do plano de divulgação apresentado pelo seu consultor para a venda do seu imóvel, leia este nosso artigo: IMOBILIÁRIO DIGITAL: COMO VENDER A SUA CASA.

5. RECEBA OFERTAS

No momento em que recebe uma oferta, por escrito, de um potencial comprador, o seu consultor deverá certificar-se que a pessoa reúne as condições necessárias à realização do negócio. 

Caso esta situação se confirme, terá de analisá-la, em conjunto com o seu consultor, e, nesse momento, tem três opções: aceitar a oferta tal como está, aceitá-la com alterações (uma contra-proposta) ou rejeitá-la sem contra-propor. Se todos os pressupostos forem aceites, então encontrou o comprador para a sua casa! 

6. NEGOCIE PARA VENDER A SUA CASA

A maioria das ofertas para a compra da sua casa exigirá alguma negociação. A experiência do seu consultor imobiliário será fundamental nesta fase para que os seus interesses sejam sempre salvaguardados. Ele, irá intervir por si nas áreas de mais difícil negociação e fará tudo para estabelecer pontes que levem ao melhor negócio possível para ambas as partes.

Se existe fase do processo em que a experiência mais conta, está é seguramente uma delas. Por isso a escolha do consultor imobiliário certo será determinante para conseguir fechar o melhor negócio para si.

7. SEGURE O NEGÓCIO

Lembre-se que, para uma maior segurança do negócio, deverá sempre optar por por assinar um Contrato-Promessa de Compra e Venda com o comprador. Só desta forma ficará salvaguardado no caso de alguma coisa correr menos bem.

Depois de aceitar uma oferta, é necessário fazer uma lista de todas as coisas que terá de ter asseguradas até à escritura. O imóvel poderá precisar de ser formalmente avaliado, inspecionado ou reparado. Também terá de assegurar que se encontra na posse de toda documentação obrigatória a apresentar no momento da escritura. 

O seu consultor poderá assumir essas tarefas e contactar directamente com os prestadores de serviços. Para além disso, terá de começar a pensar nas suas próprias mudanças o quanto antes.

8. FORMALIZE A VENDA

O negócio é fechado no momento da assinatura da escritura pública de compra e venda ou documento particular autenticado. Este é o acto jurídico em que a posse do bem passará para o nome do comprador. Este processo poderá parecer um pouco assustador. No entanto, mais uma vez, não estará sozinho.

O seu consultor estará presente por forma a guiá-lo e garantir que tudo corra conforme o planeado, colmatando possíveis questões que se levantem no momento. Após a escritura, deve garantir que todos os serviços, tais como os de abastecimento e telecomunicações, associados ao imóvel que acabou de vender são cancelados e dissociados do seu nome.

Espero que este artigo o tenha ajudado a entender os passos que deve seguir para vender a sua casa de uma forma rápida e que este seja um processo que lhe traga o maior benefício possível.

Obrigada por ter lido o nosso artigo, explore o nosso Blog, podemos ter mais temas do seu interresse!

Visite-nos sempre!

You don't have permission to register
×